quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Mensagem...

Olá,

O hospital de Santa Maria pertencente ao Centro Hospitalar Lisboa Norte e onde trabalho candidatou-se ao financiamento de um Projecto pela Missão Sorriso.

O nosso projecto consiste em:

- Um em cada três adolescentes portugueses apresenta excesso de peso;

- Oitenta por cento destes irão transportar esta condição para a vida adulta;

- A intervenção terapêutica na obesidade em geral, e nos adolescentes em particular, não é clara coexistindo (muitas) situações de insucesso com (poucas) de sucesso

Na Consulta de Obesidade Pediátrica do Departamento da Criança e da Família do Hospital de Santa Maria, temos vindo a desenvolver um programa de intervenção que respeita as mais recentes guidelines, numa equipa multidisciplinar que envolve intervenções nas componentes clínica, nutricional, do exercício físico e, quando necessário, psicológica e de intervenção familiar.

É uma equipa que já trabalha junta há 5 anos e cujas boas práticas têm sido reconhecidas por instituições como a Society for Adolescent Medicine, onde irão em 2010 realizar um workshop sobre este programa.

Para dar continuidade e potenciar esta intervenção na área da obesidade pediátrica é necessário mobilizar recursos que não temos à nossa disposição. Idêntica necessidade se verifica para avaliação da eficácia do programa.


A missão Sorriso pode “ajudar-nos a ajudar” cerca de 400 adolescentes que fazem parte da casuística da consulta. Muitos mais certamente poderão usufruir indirectamente deste apoio, através das acções de formação que nos são pedidas regularmente por colegas dos cuidados primários e de outros centros hospitalares.

Os 27 projectos apresentados pelos vários Hospitais do país encontram-se em votação no site:

www.missaosorriso.continente.pt/votar.php e os mais votados serão os escolhidos.

Um simples voto não custa nada mas para as nossas crianças faz toda a diferença.

Muito Obrigado!

Jantar...

P'ro mês que vem há vários jantares de Natal a que vou ter de ir.
Que maçada...
Falta-me é arranjar companhia...a Sangria, pelo menos tá prometida.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Livros...

Estou a adorar o último do Dan Brown.
Sou fã do homem.
O que é que se há-de fazer?!
Bem, vou continuar a minha leitura...

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Escrever...

Escrevemos para sossegar a caneta.
Escrevemos para sossegarmos a alma.
Escrevemos para acalmar
a trepidação das mãos
no corpo virginal de um papel.
Escrevemos porque sim,
E porque não?

Incubus...

Esta é uma grande música.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Hoje, na Galeria há...

"ANDREW THORN"

Olhos Azuis...

Disseram-me há alguns dias atrás que devia falar de "sentimentos", mais exactamente daquilo que sentia no momento. E neste momento rou-me por dentro por não ter pegado na mão dela, quase que a arrancando da cadeira onde estava confortavelmente falando com um amigo, levá-la para a rua e beijá-la como queria. Mas o medo de não ser aquilo que ela queria ou de ser levado pela insanidade do momento que se pregou ao coração e de lá não mais saiu.
Bastou um olhar. Um olhar para me dizer que gostava de perder a insegurança do momento e beijá-la. Só isso. Um beijo. Vários beijos. De todas as formas e feitios.
Mas não fui capaz. E depois a parvoice de não ter dito ou feito o que queria fez com que aquela noite se perdesse.
Que as mensagens perdessem significado ou que um simples e patético toque de telemóvel fosse ignorado.
Rou-me por não ter dito que o olhar dela me fez ver que afinal ainda alguma coisa como o Amor ou aquilo que queiram chamar, faz bater o coração mais do que...qualquer coisa que sintam igual. Eu não sei explicar, mas sei dizer que aqueles olhos azuis me fazem sentir qualquer coisa para além do que é explicável.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

O que é...

...que as mulheres REALMENTE querem dos homens?

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Digo o quê...?

Não sei bem o que sinto,
Na boca as palavras são outras
Daquilo que o coração diz
e do que o coração ouve

Sei bem que não sei o que diz
o teu coração,
Nem o que sente

Não sei que músicas fazem o coração bater,
Nem que palavras te fazem tremer.
Não sei bem o que sentes,
nem o que queres que diga.

Queres que diga o quê?
Falo de mim ou daquilo que sinto por ti?
Digo o quê?

Digo o quê, se eu não sei bem aquilo que sinto...
Aquilo que digo...

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Está frio...

Está frio lá fora.
Está frio cá dentro.
Está frio.

Está frio cá fora.
Está frio lá dentro.
Está frio...

Está frio e não há nada que apague esta sensação.
Nem o Sol quando brilha.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Hoje, na Galeria há...

"GIRL MEET GIRL".
É sexta-feira. O fim-de-semana está aí. Divirtam-se!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Na Galeria..



Programação de Novembro de 2009 - Galeria do Desassossego

04 - Quarta-feira – A noite é dos poetas. Poesia com…

06 - Sexta-feira – GIRL MEET GIRL

07 - Sábado – MÁRCIA

11 - Quarta-feira – A noite é dos poetas. Poesia com…

13 - Sexta-feira – DUAS SEMI-COLCHEIAS INVERTIDAS + ABOVE THE TREE

14 - Sábado – VOLTE-FACE

18 - Quarta-feira – A noite é dos poetas. Poesia com…

20- Sexta-feira – ANDREW THORN

21 - Sábado – THE TREEVALLEY

25 - Quarta-feira – A noite é dos poetas. Poesia com…

27- Sexta-feira – ICONOCLASTS

28 - Sábado – SIDEWALKERS

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Sinto...

Sinto que estou velho. Sinto-me velho.
Sinto-me cansado. Sinto que perdi muita coisa.
Sinto que o que perdi, já não voltará.
Porque perdi o tempo com muita coisa sem sentido.
O pouco que não perdi, esse não o renego.
Fez sentido nessa altura. Nesse tempo.
Sinto que podia ser mais do que aquilo que sou,
E não sou porque não quis. Simplesmente, porque não quis.
Queria saber que o que digo era uma mentira, uma breve ilusão.
Mas sabe tanto a verdade, que até parece mentira a verdade.
Queria tanto saber que um exemplo é um exemplo pelo tempo e por tudo o que faz
que me perco sem saber que caminho percorrer. Se o meu ou outro qualquer planeado.
É díficil não é?
Para mim, é.
Do que vale a pena chorar sem derramar uma lágrima
se o que mais gosto é de lutar a chorar.
Sinto que é assim que vale a pena.
Não é?
Para mim, é.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Não me apetece...

escrever, nem postar uma música, não me apetece rigorosamente, nada.
Também, no estado como o País está, quem é que tem vontade de fazer alguma coisa?