domingo, 15 de fevereiro de 2009

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Em cheio...

Este fim-de-semana tive de tudo. Almoço fora de casa, fora das mesmas pessoas a quem nos habituámos a ver todos os dias. Conversas ligeiras, almoço bem disposto, um dia cinzentão, mas perto do mar, pelos cheiros e aromas que se encontravam na mesa. Deu tempo para tirar umas fotos que já há muito que ansiava fazer, e um jantar recebido de braços abertos, e porque nunca se diz nunca a um convite, especialmente quando é por pessoas que já fazem parte da família, pelos anos de convivência, pelos anos de amizade dedicados às pessoas que se tornaram assim, parte de nós, parte da nossa própria família.
Agora para terminar o fim-de-semana em cheio, só falta o meu arqui-inimigo, SLBenfica, ganhar no Dragão, ao carrancudo Jesualdo Ferreira, e à sua arrogante equipa do FCPorto. Esperar que não haja casos de "apitos", e que naturalmente o meu Sporting, vença por uma margem...agradável a um Sporting de Braga, que é uma das melhores equipas deste campeonato, graças e tenho de ser justo, a um treinador que merece dar o salto para um clube de maior dimensão. E o vosso? Foi/Está a ser bom?

P.S. - Só tive pena de não ter ido ao ALLgarve, nem ter ido a Lisboa como queria, mas a vida é mesmo assim. Cheia de contratempos...

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Açorda...

Há dias, como o de ontem à noite, que nos fazem pensar naquilo que é mais importante. De como a vida é curta e temos que valorizar aqueles pequenos momentos com as pessoas de quem mais gostamos e admiramos. Só hoje compreendi o sentido. E olhem que não foi da açorda...

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Aniversários...

Dizem que ao festejarmos mais um ano de vida, perdemos um ano, mas ganhamos mais, porque ficamos mais sábios. Concordo. Ganhamos mais um ano porque se sauda a vida, seja em que idade for. Perdemos, porque ficamos mais velhos e aproximamo-nos daquela, que vai ser a nossa companheira para a eternidade. A velha e longínqua morte.
É assim todos os anos. Parabéns, uma fatia de bolo, um "flute" de champanhe ou espumante (para os pobres, como eu), e lá se passou mais um ano de vida. De tudo o que ganhamos e perdemos, a certeza, é que ganhamos mais do que perdemos, nem que seja as quinhentas e tal calorias.